sábado, 24 de janeiro de 2009

Capítulo 8 - Explicações

Vocês, que estão lendo, texto após texto, capítulo após capítulo, podem estar se perguntando quando, afinal, eu vou começar a contar a história cujo objetivo deste livro, como eu já disse, é contar.

O problema é que, quando se trata de assunto tão complicado, tende-se a expô-lo de modo... bem, não sei de que modo. Esse é, essencialmente, o problema.

Quando se conta uma história polêmica demais, ou assustadora (moralmente falando), certas dificuldades surgem. você não quer fazer com que seu leitor saia correndo e decida jamais voltar a ler o que você escreve, ou que ele arremesse o livro ao rio, e aconselhe outros a fazerem o mesmo.

Então, com este capítulo, estou tentando explicar minha demora. e também, o que eu acho que é verdade, que as divagações que estão aparecendo não passam de tentativas de meu cérebro, das quais não tenho tanta consciência, de atrasar o progresso da história.

Mas não acontecerá novamente! começarei sim, o mais rápido possível.

Nos vemos no próximo capítulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário